Lush, grandes corporações e sustentabilidade

15 May 2018

A Lush vai fechar as portas no Brasil mais uma vez.

Tenho uma longa e feliz relação com a Lush, principalmente pessoal. O primeiro amigo que fiz quando cheguei na Holanda foi um vendedor da Lush. Sou amiga dele até hoje (quase 10 anos), e fomos muito próximos, o que me fez conhecer muitas pessoas que trabalhavam lá e todo o esquema da rede. Tem coisas que gosto muito e tem alguns aspectos que não, assim como os produtos, uns muito bons, outros nem tanto. Mas o fato é que sempre amei o posicionamento do "feito por pessoas" e de sustentabilidade que a rede escolheu. 

Não faço propaganda nas redes sociais, mas sempre recomendei seus produtos.

Há quase 10 anos.

 

Essa semana, saiu uma matéria na IstoéDinhero contando sobre uma disputa judicial que pode ser a causa do fechamento.

Ganância!

De todas as partes.

E sinceramente, acho que a causa de toda destruição do planeta, é a ganância e competição absurdas que o capitalismo selvagem  impõe, principalmente por meio do dinheiro.

 

Quando eu critico grandes empresas, é isso que quero dizer (leiam na matéria).
Não existe nenhuma estrutura grande, nem pessoa poderosa demais que sustente uma idéia bacana, e respeitosa em nenhum aspecto. Não existe grande corporação sustentável. NÂO EXISTE! (Leiam "No Logo" da Naomi Klein!) Porque a partir de um certo tamanho, todo esforço é dirigido unicamente pra manter o dinheiro/poder. E isso não tem como dar certo, em nada.

 

A idéia da Lush, da qual eu sempre falei muito bem, à principio é boa mas começa a crescer e pronto. Não estou defendendo a dona da marca no Brasil, porque ela mesma esperava ser "bilionária" com a Lush, e portanto pra mim isso deixa ela no mesmo patamar da empresa... agora é só uma briguinha judicial, entre iguais.

O que eu quero falar aqui, é sóbre tamanho.


Sobre valorizar mesmo negócios pequenos, porque apesar de todas as dificuldades, acho que ainda é muito mais confiável que grandes corporações.

O que mais destrói o planeta é a ganância. Em todas as suas formas.

Entrei nisso tudo por detestar grandes empresas.
Nunca me vendi pra projetos imensos em que não acredito, e olha, já me dei muito mal (financeiramente falando) por isso. Mas é a única maneira que consigo viver, e me orgulho disso!

 

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Cosmética consciente | consumo consciente | cosmética natural | Sustentabilidade  |  DIY  | cosmética artesanal  |  Slow Cosmetics  | Beleza Sustentável  | Slow Beauty