Vitamina E

15 Jan 2015

 

O termo se refere a família de 8 antioxidantes liposolúveis: 4 tocopherols e 4 tocotrienols (não sei a nomenclatura em português, desculpem). Apenas 1 delas é mantida no corpo humano, o alpha-tocopherol, que é encontrada em grande quantidade no sangue e nos tecidos.

 

Se apresenta como um óleo denso e amarelo escuro, normalmente (algumas vitaminas industrializadas podem ser transparentes).

Os antioxidantes funcionam se ligando aos radicais livres (quer dizer, moléculas que têm elétrons a mais ou a menos e que facilmente se ligam a outras, formando formas mais estáveis). Esses radicais são formados durante o metabolismo, mas também por exposição a fatores ambientais: cigarro, poluíção. As membranas  celulares dos nossos tecidos são particularmente vulneráveis a oxidação por radicais livres. Certas moléculas, como a vitamina E, tem a propriedade de se ligar a esses radicais e evitar que eles saiam destruindo as boas gorduras que mantém nossa pele (e outros tecidos) lindas e jovens!

 Não foram encontradas contra-indicações do uso de vitamina E, nem na pele, nem por ingestão. Claro que altas doses, até de água, não faz bem a ninguém, por isso recomendo que não engulam todo o frasco todo de uma vez, achando que no dia seguinte vão acordar com 10 anos a menos! 

 Enfim, vitamina E é um poderoso antioxidante e um elixir da juventude! 

Vitamina E é usada em cosméticos também para conservar outros óleos vegetais. Evita a oxidação e a não deixa eles rancificarem. Em cremes concentrações até 2% quase não tem efeito na pele, apenas agem sobre os óleos. Cuidado com produtos que dizem ter vitamina E, pois em geral a concentração é tão pequena que nenhum efeito pode ser atribuído a ela.

Pode-se abrir as capsulas transparentes e derramar em qualquer coisa: shampoos, cremes, óleos. Ou mesmo usá-la pura, por exemplo, passando na unha e cutículas (é um santo remédio). 


Muitos alimentos (e seus respectivos óleos - porque lembrem-se vitamina E é liposolúvel)  são naturalmente ricos em vitamina E: 

- germe de trigo

- óleo de girassol

- castanhas e nozes, e seus respectivos óleos

- vegetais de folhas verdes

- tomate

- abóbora

-manga

-brocolis

-mamão

-abacate 

Vale ter sempre um pouco em casa, mesmo que seja em forma de capsulas molengas tanto pra tomar como pra passar na pele diretamente. Pode-se também comprá-la à granel, que é a forma que eu recomendo e uso muito mais.

 

Boa Sorte!

 

Prost! Saúde!

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Cosmética consciente | consumo consciente | cosmética natural | Sustentabilidade  |  DIY  | cosmética artesanal  |  Slow Cosmetics  | Beleza Sustentável  | Slow Beauty