Óleos Essenciais: formas de extração

26 Feb 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os óleos essenciais são substâncias muito voláteis e aromáticos extraídos das pétalas, folhas e partes mais “delicadas” e geralmente menos oleosas das plantas.  Diz-se que carregam o "perfume" e a "essência" dessas plantas, e são usados para substituir o uso da própria nas misturas. São usados como perfumes e também tem seus usos medicinais conhecidos e usados há muitos séculos. Extremamente mais voláteis e aromáticos do que os óleos vegetais, o processo de extração é também muito mais difícil e custoso. Existem algumas maneiras de extrair óleos essenciais, as principais são por destilação e extração por meio de solventes, processos já conhecidos e usados há muitos séculos. Os aparatos de destilação de óleos essenciais existem há 3000 anos, com apenas pequenas modificações se comparados aos que usamos. Na maioria das vezes uma quantidade enorme de matéria prima é necessária para a produção de pequenas quantidades destes óleos. 

 

Formas de extração

 

 

Destilação por vapor: é o método mais comumente usado. Um vapor a alta temperature e pressão passa por uma quantidade grande do material a ser extraído. Logo em seguida, a temperature abaixa e o vapor condensa. Por processos físicos que usam as diferenças nas suas densidades a água e o óleo resultantes pingam em recipients separados. Desta destilação é produzido o hidrolato (você pode ter ouvido falar como água de rosas, e de flor de laranjeira, dois exemplos de hidrolatos)! Os dois, os óleos essenciais e os hidrolatos, podem inclusive carregarem diferentes propriedades da planta de que foram extraídos.

A maioria dos óleos essenciais que usamos são produzidos desta forma.

 

 Destilação por água: a planta tem contato direto com a água, para em seguida virar vapor e separem em óleos essenciais e hidrolatos. São usados pras rosas e petálas delicadas.

 

Água e vapor: Mais usado para ervas e folhas. Além do contato com água à alta temperatura a amostra é submetida ao vapor também.

 

Prensagem: Simples pressão. São usados para alguns óleos citrícos, em que o óleo é facilmente retirado das cascas.

 

Resinóides: São resinas ou líquido viscosos rertiradas diretamente de plantas. São excelentes fixadores de perfumes. Bálsamo do Perú (Benjoin), Mastic, Ambar, Copaíba, Olíbano (Frankinnsence).

 

Destilação por solventes: Com adição de susbstancias químicas como alcools, óleos vegetais ou produtos baseados em petróleo, consegue-se retirar os componentes aromáticos presentes principalmente em flores ou enflorescências delicadas.

 

Concretos: Algumas plantas não podem sofrer nenhum processo de aumento de temperatura, por isso precisam ser extraídas com uso de solvente. É o caso de Jasmim, Ylang-ylang, por exemplo. O óleo (ou resina produzida) conserva maior proximidade com o cheiro da planta original, além de ser mais estável que os óleos essenciais tradicionais.

 

Absolutos: São obtidos dos concretos por um segundo processo de extração por solvente (álcool). Esse processo retira todo o que não é óleo volátil ( e portanto olfativo).resinas formadas pelo uso de solventes.  São muito viscosos e tem uma alta concentração de ativos dequela planta.

 

Extração por CO2: Uso de dióxido de carbono super crítico sob pressão e temperaturas especificas para extrair os fitoquímicos e componentes aromáticos da planta. Esse tipo de extração é semelhante a com solvente, mas sem uso, e portanto sem resíduos de solvente.  Alguns elementos de certas plantas só conseguem ser obtivos por extração por CO2, e algumas propriedades desses óleos também só são conservadas com essa extração. É o caso do alecrim e da cannabis medicinal. A resina de alecrim CO2 é um poderoso anti oxidante, usado inclusive para conservar outros óleos e eu mesma misturo na minha vitamina E para adicionar ainda mais propriedades anti oxidantes.

 

 Enfleurage: Um processo onde flores delicadas são colocadas sobre uma camada de gordura (manteigas vegetais, ou antigamente, banhas de animais), e deixadas por tempo suficiente pra que soltem sua essência. Quem assistiu ao filme ou leu o livro "O Perfume" vai lembrar bem.... quem ainda não viu, veja porque é uma fábula sobre o óleo essencial travestida de história de crimes.

 

 

 

ALERTA!

 

Óleos essenciais não são a mesma coisa que essencias, que são produzidas artificialmente para imitar o cheiro ou gosto de uma planta. Normalmente bem mais baratas que seus correspondentes naturais. Mas embora o cheiro se pareça, as assencias não tem as propriedades que são encontradas nos óleos essenciais. Parece, mas não é! E o corpo sabe muito bem disso e não reage da mesma maneira às duas, por mais similares que elas sejam.

 

Não é recomendado também para a maioria dos óleos essenciais que sejam aplicados diretamente na pele.   É preciso que sejam diluídos em outros óleos carreadores (os vegetais por exemplo). A mistura de óleos essenciais e vegetais é sempre uma boa opção pra nutrir e cuidar da pele (e da mente), o que obviamente vai depender dos óleos, da pele e do que se espera deles.

 

 

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Cosmética consciente | consumo consciente | cosmética natural | Sustentabilidade  |  DIY  | cosmética artesanal  |  Slow Cosmetics  | Beleza Sustentável  | Slow Beauty